Se você está esperando o nascimento de seu filho, certamente está num período de grande ansiedade. Mas que tal aproveitar esse período para começar a cuidar de seu sorriso desde já?

Ao contrário do que podemos pensar, os cuidados com os dentes do bebê devem começar antes mesmo de ele nascer, com a primeira visita da mãe ao odontopediatra. Para isso, a mãe deve ingerir alimentos que favoreçam a formação de uma estrutura óssea saudável, bem como auxiliem no desenvolvimento do paladar do bebê, que está diretamente ligado aos hábitos alimentares da mãe durante a gestação.

Os dentes de leite começam a se formar a partir da 6ª semana de gestação, já os permanentes a partir do 5º mês, portanto, os hábitos deste período vão influenciar a saúde bucal de seu filho até sua vida adulta.

Muitos odontopediatras relatam que é comum as mães de seus pacientes comentarem que consumiam certos alimentos durante a gravidez, e que seus filhos demonstram preferência por estes alimentos. Portanto, é neste período que devem iniciar o investimento com o sorriso de seus filhos, consumindo alimentos ricos em minerais, fibras e proteínas magras, como carnes, ovos, verduras, frutas, leite e seus derivados, evitando ao máximo o consumo de doces e alimentos artificiais e condimentados.

Assim, é muito provável que a criança, quando começar sua alimentação sólida, tenha mais facilidade para aceitar esses alimentos. Já se a mãe tiver o hábito de comer guloseimas durante esse período, possivelmente terá dificuldades ao oferecer alimentos saudáveis a seu bebê.

Logo que nascer, a higiene bucal do bebê já pode ser iniciada, com os pais embebedo uma gaze com água fervida, envolvendo-a no dedo indicador do adulto e passando-a suavemente na gengiva do bebê após cada mamada, preferencialmente depois dos 15 minutos recomendados para o bebê suavizar o ar engolido durante a nutrição.

Este momento pode ser uma ótima oportunidade de o pai se envolver nos mágicos momentos de amamentação, pois estreita laços com o bebê e permite que a mãe relaxe um pouco neste período tão intenso.

A partir do 4º mês após o nascimento do bebê, sua gengiva começa a coçar muito, pois logo os primeiros dentes começarão a surgir. Nesta fase, é bastante positivo massagear levemente a gengiva também com a gaze embebida em água fervida, assim o hábito da higienização vai sendo associado a algo agradável ao bebê e suas idas ao odontopediatra serão muito mais tranquilas.

Assim que os dentinhos surgem, geralmente entre o 6º e o 8º mês – e este período varia de uma criança para a outra – é quando normalmente os pais levam seus pequenos ao odontopediatra pela primeira vez. Nesta ocasião, o dentista os orienta sobre os cuidados com os dentinhos e sobre a frequência com a qual a criança deve visita-lo para aplicações de flúor e limpezas profiláticas.

Quando falamos de odontopediatra, é comum ouvirmos certos mitos, como o que afirma que os dentes de leite não têm importância, porém esta é uma crença que precisa ser desfeita, pois os dentes de leite vão guiar os dentes permanentes, que tendem a vir melhor posicionados e bem alinhados.

Por estas razões, é imprescindível iniciar os cuidados com a saúde bucal do bebê ainda na gestação, porém, se seu filho já for maior, sempre é tempo de começar a cuidar dos dentes, levando-o para a avaliação e cuidados de um odontopediatra a cada 6 meses, mantendo sua escovação após todas as refeições, mesmo os lanchinhos, e maneirar nas guloseimas.

Assim, seu filho poderá sempre mostrar seu melhor sorriso nos muitos momentos de diversão que vocês terão juntos.