• O que é implantodontia?

Implantodontia é a parte da odontologia que realiza implantes dentários: é uma forma de repor um ou um grupo de dentes por meio de “raízes” artificiais.

Geralmente os implantes dentários consistem de estruturas de titânio posicionadas no tecido ósseo, imediatamente abaixo da gengiva, por meio de uma cirurgia. Depois da colocação dessa base de titânio, é possível que o dentista monte os dentes substitutos sobre ela.

  • Como é feito o tratamento na implantodontia?

Falar em implantodontia pode gerar uma ideia de desconforto em algumas pessoas. Como há necessidade de uma pequena cirurgia, a colocação do implante exige uma anestesia local.

O objetivo é implantar, na mandíbula e no maxilar, os pinos de titânio que irão suportar as próteses. Ao redor do titânio é realizado o processo de osseointegração, uma união estável entre o titânio e o tecido ósseo que permite a incorporação do material ao organismo e é fonte da resistência que as próteses terão.

É preciso aguardar de 3 a 6 meses após a cirurgia para que sejam colocadas as próteses, para assegurar que os implantes não sofreram infecção. A rejeição pode levar à perda dos implantes dentários, entretanto, também pode estar relacionada com uma sobrecarga dos implantes ou a uma má higienização local.

  • Quando preciso do tratamento da Implantodontia?

É fundamental que um dentista especializado em implantodontia seja consultado para se realizar qualquer diagnóstico. Contudo, alguns sinais indicam a necessidade de colocação de implantes dentários:

• Dificuldade de mastigação;
• Desconforto provocado pela colocação de uma prótese anterior;
• Falta de estabilidade em prótese já realizada;
• Quando não tiver um ou mais dentes.

pg28_implante_dentario

Imagem 1: O pino substitui a raiz do dente perdido e, no lugar do dente propriamente dito, utilizamos uma prótese. Esta prótese pode ser de diversos materiais, e o paciente pode optar por aquele que trará mais naturalidade a seu sorriso.

pg29_como_funciona_implantes

Imagem 2: Para que você possa ter uma ideia clara de como o implante substitui as raízes naturais dos dentes. Neste caso vemos um pino substituindo cada raiz.

pg30_protese_sobre_omplante

Imagem 3: Outra opção é de usarmos implantes em pontos “estratégicos” e utilizarmos estes implantes para fixarmos uma prótese, trazendo mais segurança em relação as próteses removíveis.

 

pg31_sobredentadura_sobre_implantes

Imagem 4: Mais casos em que o dentista faz um planejamento para a fixação da prótese com o número adequado de implantes.

pg32_implantes_protese_fixa_edentulos

Imagem 5: Mais casos em que o dentista faz um planejamento para a fixação da prótese com o número adequado de implantes.