• O que são próteses dentárias?

Próteses dentárias são elementos que lidam com a reposição de dentes perdidos e reestabelecimento dos tecidos da boca, procurando manter a forma, a função, a aparência e principalmente a saúde bucal.

O objetivo geral é reabilitar a boca para que ela realize suas atividades normalmente: desde a fala até a mastigação. Através da alta tecnologia envolvida na colocação de próteses (que podem ser fixas, removíveis, sobre implantes e do tipo transflex), hoje em dia é possível executar estas atividades sem maiores transtornos.

  • Como é feito o tratamento de próteses dentárias?

• Coroa Fixa
Quando houver necessidade de repor grandes quantidades de tecido dentário destruído por cárie, trauma ou quando for preciso preparar um dente para suporte de próteses dentárias fixas, confecciona-se uma coroa total ou parcial. Essa coroa deve ser capaz de prover o dente de reforço estrutural, proteger os tecidos sadios remanescentes, recompor a anatomia e devolver a estética e funções semelhantes às oferecidas pelo dente natural.

O preparo dental precisa obedecer a uma planimetria de paredes que possa oferecer retenção, estabilidade, resistência ao dente e à própria coroa protética, permitindo que a redução promovida pelo preparo forneça espaço suficiente para que se construa um elemento artificial com volume de material capaz de satisfazer às exigências mecânicas, funcionais e estéticas.

Durante as fases de confecção da coroa, é preciso proteger o dente de agressões químicas e térmicas e manter as relações com dentes adjacentes e antagonistas. Para isso, confecciona-se a coroa provisória em resina acrílica preparada em consultório ou em laboratório de prótese.

O tipo de coroa utilizada depende das condições existentes e essa fixação ao remanescente dental é feita por meio de cimentação convencional ou adesiva.

pg33_coroa_fixa

 

Imagem 1: Após identificada a altura do dente original, é realizada uma moldagem para criar uma prótese que encaixará exatamente na coroa pré existente, tornando esse dente muito mais estético e harmonioso.

• Próteses dentárias parciais removíveis

As próteses dentárias removíveis (pprs), popularmente conhecidas como pontes móveis, são aparelhos protéticos muito utilizados pela Odontologia há muitos anos. Com os avanços dos materiais e técnicas e com o advento dos implantes osseointegrados, muitos casos, antes com indicação de PPR, podem ser tratados satisfatoriamente por meio de recursos mais modernos, como os implantes.

Uma PPR bem planejada e executada corretamente ainda é uma boa forma de reposição de dentes perdidos, principalmente em casos de extremidade livre uni ou bilateral. A prótese possui uma armação metálica relativamente extensa, responsável pela distribuição de forças funcionais, grampos metálicos, responsáveis pela retenção da prótese, aplicados aos dentes-suporte após a adaptação da anatomia coronária por meio de preparos executados em esmalte, selas acrílicas posicionadas sobre a armação dos dentes artificiais.

É recomendável, quando houver um comprometimento estrutural do dente-suporte das próteses dentárias, que se confeccionem coroas unitárias sobre esses dentes, com preparos para receber os grampos metálicos da PPR.

pg46_protese_parcial_removivel

Próteses dentárias totais

Quando o indivíduo perde todos os seus dentes, seja qual for o motivo, a reabilitação clássica é feita por meio de uma prótese total, composta de uma base acrílica, onde são posicionados os dentes. A confecção desse tipo de prótese dentária é composta por várias fases clínicas e laboratoriais, importantes para o sucesso na instalação da prótese.
Apesar de aparente incômodo que possa representar, o sistema neuromuscular desenvolve habilidade para contribuir para a estabilização do aparelho, criando uma situação de integração, o que possibilita a restauração da estética, fonética, mastigação e deglutição de forma satisfatória.

pg50_protese_total

  • Quando preciso de próteses dentárias?

É preciso consultar um especialista para averiguar a real necessidade do uso de próteses dentárias. Os pacientes indicados são aqueles que apresentam a perda parcial ou total de um ou mais dentes.